6 de out de 2008

NYTimes sobre "Ensaio sobre a cegueira"

Não tenho acompanhado tudo que tem sido escrito sobre o filme Ensaio sobre a cegueira. Mas achei interessante essa crítica do New York Times, que bate, principalmente, no livro do José Saramago.
Tenho restrições ao livro, mas o que mais me impressiona é que o NYTimes praticamente diz que o livro é ruim porque é alegórico, isto é: porque não é realista. Para o jornal, o que importa são os "seres humanos reais" (o que é isso, exatamente?; algum livro ou filme fala realmente de "seres humanos reais"?). Como bons apóstolos de Syd Field, os críticos costumam avaliar negativamente todo e qualquer filme (e, claro, todo livro, ora pois) que não obedeça à máxima de que "toda ação do personagem deve ser justificada pela construção psicológica desse personagem". Isso, para eles, não é um "universo mecânico"...
Por fim, nos diz o crítico, "o filme [Blindness] não nos dá muito o que pensar". A mim, dá muito o que pensar (como, p. ex., que m... afinal é o "ser humano"), ao contrário desse realismo onipresente em filmes como Menina de ouro (Clint Eastwood) e livros como Pastoral americana (Philip Roth), que todos aplaudem sem restrições, mas que para mim parecem aula de educação moral e cívica.
Conclamo algum caroço com maior sensibilidade cinematográfica a falar sobre o filme...

5 comentários:

A digestora metanóica disse...

Essa me lembrou o comentário da amiga alemã, a Geraldine, sobre o "O amor nos tempos do cólera". Disse que aquilo era impossível, que ninguém ficaria esperando tantos anos por um amor; que aquela era uma relação extremamente neurótica e de um romantismo infantil.

Então tá...

Sobre o filme, assisti, mas deixo o comentário "sensível" pra Andressa.

leoc. disse...

pragmatismo americano estúpido. não li o livro porque tenho medo do saramágico, mas o filme dá MUITO o que pensar. não é realista. é poético, do tipo da poesia de que gosto.

Olívia Bandeira de Melo disse...

Não vi o filme, mas adoro o livro do Saramago, que dá muito o que pensar, assim como as nossas alegorias latino-americanas. Aliás, alguém poderia fazer uma alegoria sobre os jornalistas do NYT. Pena que, ao que parece, eles não entenderiam.

Cláudia Lamego disse...

Leo, porque você tem medo dele?
Li o livro, adorei, fiquei chocada e também com essa questão: o que é o ser humano?
Quero ver o filme.

A digestora metanóica disse...

Ser humano é macaco.