19 de ago de 2008

Zíbia Gaspareto e o direito autoral

Amigos

Nós, que somos muito ligados aos assuntos culturais do país, temos de entrar em um certo debate: No caso dos livros psicografados, que vendem milhões de exemplares, quem recebe os direitos autorais?
Zíbia Gaspareto e outras pessoas de sua família, assim como dúzias de pseudo-autores, ganham rios de dinheiro vendendo livros, escritos, como divulgam, não por eles, mas por espíritos de pessoas que já morreram. Ou seja, são apenas a pena, ou o teclado. Não são autores.

O que acham?

Alguém tem alguma informação sobre?

E mais, seria o livro psicografado pirataria?

2 comentários:

Gugu disse...

Nique, acho que não é pirataria, visto que o espírito, teoricamente, concorda em oferecer as histórias aos escritores. Ou seja: existe o consentimento prévio.

G8 Glog disse...

A Revista Piauí fez uma interessante matéria sobre esse tema. Confira em:

http://www.revistapiaui.com.br/artigo.aspx?id=84&anteriores=1&anterior=62007