9 de mai de 2008

Semente de conto - ESQUELETO


Lápis de cera, aquarela e o estojo de 27 canetinhas espalhados pelo chão. Nenhuma folha ao alcance dos olhos. Intrigada, a mãe pergunta: "Não precisa do seu caderno, filha?". Com uma firmeza incomum às crianças de sua idade, responde, sem desviar os olhos dos chão. "Tô pintando minha melhor amiga, que mora bem aqui, ó, dentro de mim".



Um comentário:

Marcelo Valle disse...

Essas crianças!Nós é que temos que andar com uma caderninho para anotar as "pérolas" do cotidiano infantil.