10 de set de 2008

Apocalypse Now

The end, always the end
This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

Of our elaborate plans, the end
Of everything that stands, the end
No safety or surprise, the end
I'll never look into your eyes...again


Hoje vim para o trabalho ouvindo The Doors. Pensando na vida, em grandes decisões, em grandes problemas e na efemeridade disso tudo. Tomei o caminho mais longo, uma estrada deserta e tranqüila, onde não precisasse lidar com o trânsito e todo o choque de realidade urbana que ele traz. Dirigir me ajuda a pensar; é o momento em que me sinto melhor comigo mesmo.

Fiquei imaginando como tudo aquilo poderia acabar. Como a rotina, os problemas, as angústias e decepções poderiam acabar um dia ou outro -- e como, provavelmente, sentiria falta de tudo isso. O carro seguia. Tinha vontade de permanecer ali, naquela estrada, dirigindo até que...

Depois de chegar, fui ler o jornal. Então aquele ciclotron fuderoso entrou em funcionamento hoje. Há tempos temia por isso, e agora a porca já torceu o rabo. Daqui a algumas semanas, as partículas estarão na velocidade da luz, dizem os cientistas. Elas vão colidir e liberar energia. Tudo perfeitamente controlável, dizem eles.


"As projeções agora são de uma guerra curta"
Henry Cabot Lodge, embaixador americano no Vietnã do Sul, em 1963 (oito anos antes do fim da guerra).


O mal dos tecnocratas, tecnicistas e quetais é achar que têm tudo sob controle. A repercussão de um choque é caótica. Bilhões de anos atrás, a conseqüência foi a criação de um novo universo. Difícil dizer, contudo, qual será a conseqüência daqui a duas semanas. Os físicos reconhecem que não compreendem o suficiente das reações subatômicas. É ousadia afirmarem "saber" que nada de ruim vai acontecer.

Nada contra o avanço da ciência. Mas essa paranóia não me deixa em paz.

This is the end
Beautiful friend
This is the end
My only friend, the end

It hurts to set you free
But you'll never follow me
The end of laughter and soft lies
The end of nights we tried to die

This is the end

2 comentários:

Gabriel Cavalcanti da Fonseca disse...

Engraçado, essa história também me colocou uma trilha sonora na cabeça, mas o que me vem na cabeça é um samba, se não me engano do Assis Valente que diz, "Anunciaram e garantiram
Que o mundo ia se acabar
Por causa disso
Minha gente lá de casa
Começou a rezar...

E até disseram que o sol
Ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite
Lá no morro
Não se fez batucada...

Acreditei nessa conversa mole
Pensei que o mundo ia se acabar
E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando
De aproveitar...

Beijei a boca
De quem não devia
Peguei na mão
De quem não conhecia
Dancei um samba
Em traje de maiô
E o tal do mundo
Não se acabou..."

Cláudia Lamego disse...

Esse samba, na voz da Carmen Miranda, é maravilhoso!