18 de abr de 2008

Crise de identidade


A mãe da Nina, amiga e colega de sala do Antônio, ambos com quatro anos, me contou a seguinte estória.



A professora disse:

- Francisco, você é um ser humano.

Francisco, contrariado, respondeu:

- Não, tia, eu sou Francisco.

Alguns segundos de silêncio e a professora perguntou se alguém gostaria de explicar.

Achou que, da boca de um amiguinho, a explicação sairia mais plausível.

Antônio levantou a mãozinha:

- Fran, todos nós somos seres humanos.

Ah, agora sim.

A aula pode continuar.



Foto: O menino maluquinho, tirada por Antônio

Um comentário:

Cláudia Lamego disse...

Nosso muiraquitã! Nosso orgulho, nosso amor, nosso tudo o menino Antônio! A tia Clau é apaixonada por ele, não à toa. Como é bom ver uma criança criada assim, com liberdade, interagindo com a gente, aprendendo a entender e a conviver com as diferenças. Além de tudo, é lindo! Se eu tiver uma filha morena, será que ele vai dar bola?