14 de abr de 2008

PL 122 e a "família cristã"

Ontem, enquanto lia alguma coisa, liguei a TV, que às vezes serve como "música de fundo" para sair daquele estado de sonolência de fim de semana. Coloquei em um canal qualquer, mas a virulência do discurso me chamou a atenção. Era um pastor, Silas Malafaia, pedindo que todos os fiéis e todas as "pessoas de bem" se manifestassem contra a PL 122, que criminaliza a discriminação pela orientação sexual (ou qualquer coisa parecida).
O argumento mais racional era que um pedófilo poderia argumentar que estava agindo segundo sua orientação sexual, e portanto ele estaria sendo discriminado se fosse acusado de pedofilia.
Não tenho conhecimento para entrar no mérito legal. O que me incomodou foi que, no discurso do pastor, havia uma mistura de aterrorização ("a PL vai legalizar a pedofilia"), pseudociência ("está provado pela sociologia, pela história e pela psicologia, etc., que a sociedade se desenvolve por meio da família, que a criança precisa de dois modelos, o pai e a mãe, e que o modelo do pai serve como ruptura para a criança se desvincular da dependência materna; homossexualismo não é natural...") e auto-elogio ("nós [sejá lá o que for esse "nós"] não discriminamos ninguém, mas nos discriminam; a vontade da minoria não pode prevalecer sobre a da maioria, nem a da maioria pode lesar a minoria"). Sem espaço para "o outro lado".
Aqui, um das dezenas de exemplos dessa cruzada anti-PL122 que podemos encontrar na web.
Seria mais agradável se pelo menos a discussão fosse apenas legal, e não um pregação moral com verniz legal.

2 comentários:

Olívia Bandeira de Melo disse...

Céus, Deus deve estar com as orelhas vermelhas lá no céu. O pior é o discurso utilizado, como se a lei, ao invés de ser a favor dos homossexuais, fosse contra os "cristãos", como na manchete: "Citar trechos bíblicos pode virar CRIME no Brasil" e no trecho "orientações importantes sobre as ações dos grupos gayzistas contra os cristãos".

Deia Vazquez disse...

Eu nao entendo uma coisa: pra que tantos projetos de lei tao especificos?
Esta tudo la na declaracao universal dos direitos humanos. Esta tambem nos Dez Mandamentos, para os que creem.

"Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade."

Ou resumindo: "Ame o proximo como a ti mesmo"

Mas como somos seres irracionais, precisamos de leis que controlem de toda a qualquer atrocidade.