9 de abr de 2008

Tempo

A paz vive nos feijões.
Foto: Olecram Ellav

5 comentários:

Deia Vazquez disse...

Me emocionou ver essa foto esta manha. Dia desses eu pensava em momentos da minha infancia onde eu conseguia estar so comigo, uma especie de meditacao inconsciente. O que primeiro me veio a cabeca foi o ato de catar feijoes. Como nao se faz feijao todos os dias, eu sempre perguntava "mae, vai fazer feijao hoje?". E se era dia, la sentava eu, cuidadosamente separando o bom do mau, absorvida nos meus pensamentos, na seletiva tarefa, no feijao nosso de cada dia.

Deia Vazquez disse...

E por que o nome invertido?

Marcelo Valle, creditado :)

Gugu disse...

A mãozinha do Antônio é linda.

A digestora metanóica disse...

Olecram Ellav????
Quanta afetação... agora só assino Elesig Aiam.

Olívia Bandeira de Melo disse...

Esta foto me lembra o maravilhoso filme "Eles não usam black-tie", dirigido pelo Leon Hirszman, adaptado da peça do Guarnieri.
A cena da Fernanda Montenegro catando feijões é uma das mais bonitas que eu já vi.